Uruguai revê legislação que anistia militares de crimes cometidos durante a ditadura

A pressão de setores organizados e entidades civis no Uruguai motivou o governo do presidente uruguaio, José “Pepe” Mujica, a estabelecer uma nova ordem na interpretação dos crimes cometidos no período militar. A ideia é modificar a legislação em vigência, que perdoou os militares acusados de violação aos direitos humanos durante a ditadura (1973-1985). Mas ainda não há uma data estabelecida para a conclusão das análises em curso.

A principal alternativa em discussão é a retirada dos artigos que concedem a anistia aos acusados. Uma comissão especial vai elaborar um documento que será transformado em decreto a ser assinado por Mujica. As informações são da agência oficial de notícias da Argentina, a Telam.

Matéria completa da Agência Brasil aqui.

Enviado por Luciana Garcia (CA/MJ)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s