A justiça internacional é a mesma para todos?

Charge publicada por Steve Bell em 22/08/08

Se fosse preciso desenhar o mapa mundi da justiça internacional, ele mostraria um sistema judiciário global imperfeito, parcial nos dois sentidos do termo. Enfim, em construção. Desde os processos de Nuremberg e de Tóquio, organizados depois da 2º Guerra Mundial, numerosas instituições foram criadas, com o escopo de processar as maiores autoridades responsáveis por crimes de massa. Foram, porém, poupadas as que cometeram crimes na Chechênia, no Sri Lanka, no Sul do Líbano, em Gaza, no Iraque e alhures. As desigualdades saltam aos olhos. Regularmente, ONGs ou grupos políticos clamam pela punição de George W. Bush, Tony Blair, Ariel Sharon e outros, para denunciar uma justiça a duas velocidades. Leia aqui o dossier publicado hoje no Le Monde (DV).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s