MJ assina acordo para identificação de desaparecidos na ditadura

Na tarde desta terça-feira (13), o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, e o ministro Paulo Vannuchi, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, assinaram acordo de cooperação que vai subsidiar os trabalhos de localização e identificação dos desaparecidos durante a ditadura militar no país. O acordo, que prevê a atuação da Polícia Federal na análise do material genético para identificação dos corpos, permitirá a cooperação mútua e o intercâmbio de ações para localizar e identificar os restos mortais de pessoas desaparecidas por motivos políticos no período entre 1961 e 1988. Os trabalhos devem ser iniciados ainda neste semestre. Estão previstas investigações em cemitérios de São Paulo (SP), bem como a análise de restos mortais já encontrados, como os do cemitério de Perus, entre outras localidades.
Esse esforço busca contribuir para o resgate da história recente do país e assegurar o direito das famílias em enterrar seus mortos. “A busca da verdade começa pela resposta às famílias sobre seus entes queridos. É um direito da sociedade e um dever do Estado”, declarou o ministro da Justiça. Publicado em 13/7 por Jus Brasil.

Enviado por Fábio Floriano (UFRGS)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s